Ásia – Você vive na caverna ou já conheceu o horizonte?

A caverna é quentinha, não chove, mas limita o horizonte. É você e o pequeno mundo que você pode sentir, ou que cabe nos seus olhos protegidos e delimitados em troca do que pode ser uma sensação de aconchego.

Já num campo de arroz, seu olhar pode não dar conta de avistar o fim, e nem sempre dá pra enxergar o lugar que você está pisando também. Mas você pode correr, descobrir um novo ângulo, enfrentar e desfrutar o gelado da chuva, o frescor do vento, o arder do sol. Enfrentar e desfrutar…

Sua rotina é sempre previsível? Do trabalho pra casa, no carro com ar condicionado e gps ou motorista que resolve o caminho? Seja gentil e prestativo com você mesmo na vida e na realização dos seus sonhos. Descubra-se e liberte suas habilidades. Nada contra a rotina, é algo importante e bastante saudável. Mas reserve um tempo para surpreender-se com você mesmo.

A gente trabalha tanto pra ter conforto e proteção e as vezes viramos escravos deles. Já pensou nisso? Eu pensei algumas vezes na Ásia, principalmente depois de decidir fazer uma viagem de ônibus pra Vang Vieng, onde tudo deu errado, mas no final, se resolveu bem, ou eu resolvi bem.

Estou feliz por ter compartilhado essa viagem maravilhosa com todos vocês. Foi uma experiência indescritível e espero que tenham desfrutado de boas inspirações para SER, SENTIR, VIVER E VER! 

Bem difícil se entregar pro horizonte, mas uma vez nele, não tem retorno.

E se posso desejar algo, meu desejo seria amor! Amor a você, amor à família e aos amigos, amor aos esforços que nos ligam aos resultados, amor pra compartilhar com alguém, amor à vida!

 …e amor a gente só encontra onde há verdade! Qualquer que seja a situação: be yourself!

Anúncios

Top Dog Model: Vicky!

A preocupada mais doce…

Madrugada ou meio dia, lá está ela com seu jeito diferente de sorrir: linguão pra fora.

Sempre prestativa, é dona da mais calorosa euforia de boas vindas.

Não há humor que possa resistir aos charmosos olhares que imploram pra que você lance uma bolinha, cordinha ou bichinho babado.

Tem valores que diariariamente são seguidos com religiosidade. Exemplo de pureza e bondade, impõe amor, amizade, sinceridade e companheirismo no lar.

Os rabinhos parecem espalhar fantasmas do mal humor. Quanto mais se agitam, ainda mais enchem nossos corações de amor, alegria e compaixão.

Não tem orgulho, está sempre disposta a tentar te conquistar de novo.

E sabe como fazer isso…

Fiz uma visita breve ao amigo e pai babão, dono dessa linda dog, e aproveitei uns 15 minutinhos pra brincar de fotografar a Vicky, deu nessas fotos e vídeo. Imaginem passar o dia com essa top model exibida e expressiva, que tem consciência da sua beleza e não ponderou poses e olhares (gente, juro, ela fazia pose pra foto e rimos muito com o exibicionismo dela, uma linda!).

 

Cintia + Caio

A felicidade brilhava nos olhos da meiga menina mulher que saudavelmente decidiu viver essa novidade: a partir de agora, 1+1=2 juntinhos, no caso deles, beeeem juntinhos. Eles são assim, carinhosos e coladinhos.

Do outro lado, o noivo, muito gentil e carinhoso, aguardava por ela cheio de orgulho.

Que bonito acompanhar a comemoração de uma união como essa. E pra favorecer o clima, a cerimônia foi celebrada pelo Reverendo Aldo, da Igreja Anglicana. Ele sempre considera a história do casal, o que deixa tudo mais emocionante e divertido.

Por falar em diversão, a festa contou com monitores do Grupo Curumim para entreter as crianças.

Cí e Caio, obrigada pelo carinho e enviamos nossas energias a favor desse amor inspirador.

Onde? Buffet Center

      

               

Mais algumas em slide show (passe o mouse para acionar botão de próxima):

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

%d blogueiros gostam disto: